Artigos

Uma breve retrospectiva de 2018 e o que esperar para esse próximo ano

Por Daniel Faria

O ano de 2018 foi marcado pelo início da recuperação econômica do Brasil, e embora o desemprego ainda se mantivesse em altos níveis, pudemos notar um crescimento na demanda por recrutamento de alguns segmentos específicos, provando que o mercado voltou a se aquecer. Mesmo assim, podemos afirmar que não foi um ano fácil.

O aumento dos preços da gasolina e do diesel motivou a greve dos caminhoneiros, que paralisou o Brasil por mais de dez dias e afetou diretamente produção do país. Tivemos a Copa do Mundo, evento que deixa milhões de brasileiros estacionados em frente à tv, e não foi só isso… A eleição presidencial dividiu o país e acentuou ainda mais as questões políticas que deixaram o Brasil em chamas desde o impeachment da ex-presidente Dilma. Em meio a essa incerteza eleitoral, tivemos um novo recorde: o dólar chegou a bater R$4,19 atingindo nova máxima histórica.

Mesmo diante de todo esse cenário, chegamos ao final de 2018 mais otimistas. Percebemos junto a nossos clientes orçamentos mais gordos para 2019, notamos um aumento do investimento direto no Brasil, além de abertura de novas fabricas e expectativa de crescimento de equipes e cargos de liderança.

Para os economistas e especialistas no assunto, teremos um ano de otimismo moderado devido a difícil situação atual das finanças públicas. Na visão de Negócios, porém, 2019 promete ser um ano promissor e já estamos notando a nova realidade. O mercado mostra-se confiante e aguarda que projetos de controle de desemprego, déficit das contas públicas e principalmente aprovação das reformas, sejam colocados em prática impulsionando investimentos externos em nosso país.

Apesar de já anunciada baixa na previsão de crescimento do PIB 2019 (de 2,55% para 2,53% – Fonte: relatório “Focus”, divulgado nesta segunda-feira (7) pelo Banco Central), estamos esperançosos de que o mercado volte a ficar ativo, e que as companhias voltem a apresentar melhores balanços, melhor estrutura de capital, consequentemente, expandindo negócios e contratações. Podemos citar os segmentos de infraestrutura e construção como grandes destaques para esse novo ano. Há uma grande expectativa de que a troca de governo impulsione novos investimentos beneficiando esse setor e assim gerando mais empregos na área.

De um modo geral, esperamos um 2019 ainda melhor para o mercado de recrutamento. As empresas já começam a desengavetar antigos projetos e voltam a buscar profissionais capacitados para coloca-los em prática. Saímos do momento de foco em controle e redução para voltar aos investimentos e crescimento. Acreditamos em um ano de mais prosperidade e, acima de tudo, muito trabalho pela frente.